A importância de ter uma reserva financeira

A maior parte dos brasileiros não costuma ter uma reserva financeira, o que pode acabar causando muitos problemas caso algum evento inesperado aconteça. Alguma doença mais séria, uma demissão ou até mesmo um problema com o carro podem ser situações que demandam um gasto imprevisível em curto prazo, e é importante estar preparado para isso.

Quem possui uma reserva, numa situação emergencial, não terá a necessidade de recorrer ao cheque especial ou empréstimos, evitando contrair dívidas e de transformar o problema numa bola de neve.

Os especialistas alertam que a reserva não deve ser feita com o dinheiro que sobra do mês. O indicado é separar uma quantia para “engordar” a reserva. Além disso, a reserva deve ser construída aos poucos. Se for possível, o recomendado é economizar de 15% a 20% do seu salário.

Inicialmente, esse dinheiro pode ser guardado na caderneta de poupança tranquilamente. Mas, quando estiver com uma reserva maior, já é possível migrar para fundos de renda fixa, por exemplo.